segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Ignorantes e Egoístas

Hoje vi duas cenas que me entristeceram e me fizeram refletir se amamos de fato o próximo. Vou falar da primeira cena; fui de ônibus à uma entrevista de estágio, assim que ele parou em frente à um shopping, fiquei olhando pela janela e me deparei com um rapaz de aparentemente uns 28 anos, ele estava agachado, sujo e cheirando cola, enquanto o ônibus estava parado esperando o semáforo abrir, fiquei observando as reações das pessoas diante deste rapaz. As pessoas apenas ou não viam ele o que estava fazendo ou fingiam que não estava vendo, será que essas situações chatas se tornaram tão comum que ninguém liga mais?  Ou será que elas pensam que aquele rapaz estava cheirando porque queria e que ele que se lasque?. Uma coisa eu sei, hoje as pessoas estão muito egoístas, ao invés de estender a mão para ajudar as outras, elas simplesmente as ignoram. Se alguém aparecesse naquela hora para conversar com aquele rapaz e desse uma orientação, ou até levasse pra um Alberg seguro, ou até  mesmo a uma Igreja, acho que ele tinha parado na mesma hora. Talvez ele só precisa conversar com alguém, mas como ele não encontra ninguém para conversar, para falar do que está havendo com sua vida, ele encontra auxilio cheirando cola. Voltando da entrevista me deparei com outra cena triste, essa já foi dentro do ônibus. Um rapaz com problemas especiais entrou no ônibus, eu logo me admirei que ele não estava acompanhado, passou pela catraca e sentou-se, assim quando estava perto da minha parada, levantei-me e dei o sinal, o rapaz simplesmente olhou para mim e deu belo sorriso puro, é claro que eu retribui. Mas, 10 segundos depois ele olhou para a mulher ao seu lado e perguntou o seu nome com toda delicadeza, a mulher simplesmente não respondeu e virou a cara pra ele, seria vergonha de conversar com um rapaz com problemas especiais?
A cada dia que passa, tenho a certeza que as pessoas estão se tornando ignorantes e egoístas.   

2 comentários:

@maah_alcantara disse...

nossa, me revolto com essas pessoas do tipo dessa mulher... ignorar alguém dessa forma é sinal de auto-infelicidade. não é alguém contente com a própria vida não. e quanto a pessoa cheirando cola... na minha opinião ele não pararia na hora porque ele estaria envolvido pelos efeitos daquilo... mas quem sabe "sóbrio" né ?

Patrícia Quel disse...

Diulye,
Não sei pq eu ainda fico adimirada com atitudes egoistas se isso esta se tornadndo parte do ser humano... Sou muito prestativa em minhas atitudes e admiro pessoas educadas e de bem, mas infelismente o cotidiano esta assim do jeito que vc descreveu... cheia de pessoas egoistas...
Bjs!!!